On News: confira as notícias dessa segunda-feira, 30/9
29/09/2019 23:02 em Novidades

Equipe da Secretaria de Promoção Social em campanha contra a distribuição de esmolas (Foto: Prefeitura Municipal)

 

CIDADE

- O Ministério Público de Minas Gerais instaurou inquérito civil para apurar dois contratos feitos pela Prefeitura de Poços de Caldas. O primeiro, firmado com a fundação Cefet Minas, envolve a realização do edital para uma nova licitação do transporte público na cidade e foi fechado por R$ 346 mil. Também está sendo investigado o contrato de R$ 600 mil fechado com a universidade Unifei, campus Itabira, para elaboração de um plano de mobilidade urbana. Ofício pede que sejam apresentados, até dia 9 de outubro, cópias das documentações envolvidas, incluindo o procedimento de dispensa ou inexigibilidade da licitação que culminou no convênio firmado com a Cefet Minas.

- Foi realizada semana passada, no gabinete do deputado estadual Mauro Tramonte, reunião com o coronel Frederico, do Comando de Aviação do Estado (COMAVE), o Major Crisstian, da Seção de Licitações e Contratos, e o Major Guilherme, comandante da 6ª Base Regional de Aviação do Estado (BRAvE). O encontro tratou da apresentação da planta e demais projetos para a construção do hangar da Polícia Militar no aeroporto de Poços de Caldas. O local servirá como base para o helicóptero Pégasus, usado para perseguições policiais e operações de resgate. No momento, a aeronave se encontra em Belo Horizonte para manutenção, após participar do combate a incêndios na Floresta Amazônica.

- A Campanha “Poços não dá esmolas. Oferece Atendimento!” passou a adotar um novo cronograma de ações desde o último sábado, dia 28. Agora, as equipes da Secretaria de Promoção Social e das instituições parceiras vão atuar na Feria Livre do Mercado Municipal, aos sábados, e na Praça da Igreja Matriz, aos domingos, de maneira alternada. Além da distribuição de panfletos e orientação, a campanha conta com peças de divulgação como placas instaladas nos semáforos e adesivos. A população pode ajudar acionando o Serviço de Abordagem Social, que atende as pessoas em situação de rua 24 horas por dia, ligando para os números 156 ou 3697-2645.

 

https://www.facebook.com/UninterPocosDeCaldas/

 

BRASIL

- Estudo realizado pelo Centro de Pesquisas do Ministério Público do Rio de Janeiro afirma que o aumento do número de mortes em ações policiais não tem relação direta com a redução da criminalidade no estado. Quando comparados os oito primeiros meses de 2019 ao mesmo período do ano passado, verifica-se que o número de homicídios dolosos teve queda de 21,5% no estado, enquanto as mortes por intervenção policial aumentaram em 16%. Ao comparar os dados, foi verificado que em determinadas áreas o aumento na violência policial não foi acompanhado por redução na criminalidade, ao mesmo tempo em que outras áreas viram o número de ocorrências cair mesmo sem uma maior letalidade nas ações policiais.

 

MUNDO

- Cerca de 20 mil manifestantes foram às ruas de Moscou no último domingo, dia 29, para exigir a libertação de manifestantes presos nos protestos que ocorreram em julho, quando políticos da oposição foram barrados nas eleições locais. Desde então, várias pessoas foram condenadas a até quatro anos de prisão e outras estão sendo processadas por crimes como violência contra policiais, naquele que foi o movimento de protesto mais importante desde o retorno de Vladimir Putin ao poder em 2012. Organizada pelo Partido Libertário e apoiada pelo opositor Alexei Navalny, a manifestação de ontem foi autorizada pelas autoridades.

 

https://www.facebook.com/primorcursos/

COMENTÁRIOS