On News: confira as notícias dessa quinta-feira, 4/4
03/04/2019 22:25 em Novidades

Elenco da Caldense para a Série D será conhecido nessa quinta-feira (Foto: Renan Muniz / Caldense)

 

CIDADE

- Foi assinado na última quarta-feira, dia 3, convênio de 26 milhões de Reais entre a Prefeitura de Poços de Caldas, DMAE e Caixa Econômica Federal. A verba será destinada a obras de saneamento na cidade, com cerca de 1 milhão e 700 mil Reais de contrapartida do poder público. As obras deverão ser iniciadas em até 12 meses, devendo ser concluídas em até 24 meses. O município terá quatro anos de carência e 20 anos para o pagamento do empréstimo. O convênio será utilizado em obras na Estação de Tratamento de Água (ETA) V, com a implantação de dez quilômetros de tubo de 600 mm de diâmetro, visando atender principalmente a região centro-sul e também a zona leste da cidade.

- A unidade da Danone em Poços de Caldas está com vagas abertas para três cargos diferentes. Para a vaga de gerente de manutenção, é exigida formação superior na área de Engenharia, com experiência em manutenção no ramo de indústria alimentícia, além de inglês fluente. Para o cargo de auxiliar de produção é requisitado ensino médio completo. Para completar, a vaga de analista de automação industrial tem como requisito curso técnico em eletrônica ou eletrotécnica, sendo desejável graduação em Energia Elétrica. Mais informações podem ser obtidas pelo link: www.vagas.com.br/empregos/danone.

- Em nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que irá rescindir o contrato de duas professoras do Centro de Educação Infantil (CEI) Catavento, no bairro Jardim Kennedy, na zona sul de Poços de Caldas. As duas era as responsáveis por um menino de 3 anos, que se acidentou em um brinquedo da creche. A criança estava sozinha na ocasião, sofreu um corte na boca e foi socorrida por pessoas que passavam pelo local. Um vídeo mostrando o ocorrido está circulando pelas redes sociais. A mãe chegou a registrar um boletim de ocorrência e, segundo a secretaria, o garoto passa bem.

- A Caldense firmou parceria com grupo de empresários do interior de São Paulo, que irá emprestar ao clube, sem custo, 17 jogadores e comissão técnica para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. Os atletas emprestados são promessas entre 17 e 23 anos, enquanto outros três jogadores mais experientes virão com custo dividido entre a Veterana e os empresários, visando se juntar aos atletas que renovaram após o Campeonato Mineiro. O elenco completo será divulgado em apresentação oficial nessa quinta-feira, dia 4, no centro de treinamento do Ninho dos Periquitos. O técnico será Marcus Paulo da Silva Grippi, que já atuou nas categorias de base do Bragantino entre 2016 e 2018.

 

BRASIL

- A audiência sobre a reforma da Previdência entre Paulo Guedes, ministro da Economia, e deputados da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) terminou em bate-boca. Após seis horas, a audiência foi encerrada quando o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) insinuou que o governo estaria sendo rigoroso com aposentados e pessoas com deficiência, mas conivente com outras categorias chamadas de privilegiadas. Antes de encerrar a sessão, Felipe Francischini, presidente da CCJ, pediu a Paulo Guedes e a Zeca Dirceu que retirassem as ofensas trocadas. Guedes e oposicionistas já tinham protagonizado conflitos em outros momentos.

 

- O ministério da Economia divulgou na última quarta-feira, dia 3, a atualização do cadastro de empregadores que submeteram trabalhadores a condições análogas à de escravo, conhecido como lista suja do trabalho escravo. A lista denuncia 187 empregadores, entre empresas e pessoas físicas. No total, 2.375 trabalhadores foram submetidos a condição análoga à escravidão. Segundo a legislação brasileira, é classificada assim toda atividade forçada desenvolvida sob condições degradantes ou em jornadas exaustivas. Também é passível de denúncia qualquer caso em que o funcionário seja vigiado constantemente, de forma ostensiva.

 

MUNDO

- Por 313 votos a favor e 312 votos contra, o Parlamento britânico decidiu que o Reino Unido não poderá deixar a União Europeia sem um acordo no próximo dia 12. Desta forma, a primeira-ministra Theresa May será forçada a pedir uma nova extensão do prazo à União Europeia, que não é obrigada a aceitar. A única forma de conseguir novo prazo seria apresentar nova proposta que o bloco europeu aceite. No período entre o referendo de junho de 2016, ratificando o Brexit, e 29 de março de 2019, os debates entre parlamentares já consumiram mais de 500 horas.

COMENTÁRIOS