On News: confira as notícias dessa quinta-feira, 28/3
27/03/2019 22:38 em Novidades

Protesto da tribo Xucuru Cariri terminou de forma pacífica após conversa com Polícia Rodoviária Federal (Foto: Polícia Rodoviária Federal)

 

CIDADE

- A Secretaria Municipal de Promoção Social de Poços de Caldas alerta os inscritos no Programa Municipal de Habitação que não realiza contato via Whatsapp, Messenger ou SMS. Na última quarta-feira, dia 27, a equipe do Departamento de Desenvolvimento e Projetos Habitacionais foi procurada por pessoas cadastradas que relataram ter sido contatadas via Whatsapp para a marcação de entrevistas dentro do processo de seleção do programa Minha Casa Minha Vida. Um Boletim de Ocorrência junto à Polícia Militar já foi registrado e o caso será investigado pela Polícia Civil, para identificação do responsável e suas motivações.

- Na última quinta-feira, dia 27, parte da rodovia BR-451, nas proximidades de Caldas, foi interditada por manifestação de indígenas da tribo Xucuri Cariri. Cerca de 100 membros da tribo bloquearam a rodovia por 50 minutos, em um protesto ocorrido a nível nacional, mostrando a insatisfação dos índios com a proposta do governo federal de municipalizar a saúde. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o fim do protesto foi negociado de forma pacífica com o cacique Joa. A ação foi promovida pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), que repudia a medida e teme pelo futuro dos povos indígenas no país.

- De acordo com perícia feita pelo Instituto Médico Legal (IML) de Poços de Caldas, a morte de um bebê de apenas 3 meses, em Andradas, ocorreu por conta de múltiplas fraturas e traumatismos no tórax e cabeça. A ocorrência foi na madrugada da última quarta-feira, dia 27, e, de acordo com a mãe da criança, ela morreu devido às agressões cometidas pelo pai, um trabalhador rural de 23 anos. O crime foi descoberto a partir do momento em que o agente funerário se recusou a preparar o corpo do bebê, desconfiando das lesões e acionando a Polícia Militar. O casal já se encontra preso.

 

BRASIL

- A Procuradoria Geral da República (PGR) informou que as procuradorias em 18 estados e no Distrito Federal recomendaram a comandos militares, brigadas e grupamentos que não comemorem o golpe militar de 31 de março de 1964. Na última segunda-feira, dia 25, porta-voz do governo afirmou que o presidente Jair Bolsonaro determinou ao Ministério da Defesa que faça as "comemorações devidas" pelos 55 anos do golpe. Para os procuradores, as Forças Armadas devem garantir a Constituição, não devendo participar de disputas ou manifestações políticas que apoiem um período no qual houve supressão de direitos.

 

MUNDO

- Nenhuma das oito propostas alternativas para um acordo sobre o Brexit conseguiu maioria dos votos no Parlamento do Reino Unido na última quarta-feira, dia 27. Existe a possibilidade de que, na próxima segunda-feira, dia 1º de abril, ocorra uma segunda rodada de votações. A primeira-ministra Theresa May já advertiu que não cumprirá nenhuma indicação que vá contra o acordo fechado por ela com a União Europeia. May já chegou a anunciar que renunciará ao cargo se seu acordo for aceito. O adiamento do Brexit para 22 de maio, caso haja um acordo aprovado até o dia 12, foi a única medida aprovada.

COMENTÁRIOS