On News: confira as notícias dessa quarta-feira, 2/1
01/01/2019 20:03 em Novidades

Tenda na Rua Assis Figueredo para testes rápidos de HIV foi uma das ações do Dezembro Vermelho (Foto: Prefeitura Municipal)

 

CIDADE

- O prefeito Sérgio Azevedo afirmou que irá promover nessa quarta-feira, dia 2, uma nova reunião com os representantes das papelarias credenciadas a fazer entrega dos kits escolares para a rede municipal. Em uma primeira reunião realizada semana passada, quando Sérgio Azevedo anunciou o decreto de Calamidade Financeira, os representantes foram informados de que a prefeitura não teria condições de repassar a verba para as papelarias. Na ocasião, as papelarias divulgaram nota oficial informando que não irão distribuir os cerca de 20 mil kits, temendo se comprometer com seus fornecedores.

- O posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Poços de Caldas retomou o status de Delegacia, em decisão já publicada no Diário Oficial da União. Em maio do ano passado, a PRF da cidade havia sido rebaixada pelo Ministério da Segurança Pública para posto de serviço subordinado à delegacia de Pouso Alegre. Com a mudança, a partir de agora é a unidade de Pouso Alegre que será subordinada à Poços de Caldas. Sendo assim, além de monitorar as rodovias BR-146 e BR-459, a delegacia da PRF de Poços terá o acréscimo de aproximadamente 440 quilômetros de novos trechos da BR-459 e também da Fernão Dias

- A equipe do Programa Municipal DST/AIDS, da Secretaria Municipal de Saúde de Poços de Caldas, divulgou o balanço do Dezembro Vermelho, iniciativa de conscientização e prevenção do HIV. Ao longo do mês, foram realizados na sede do serviço 138 testes rápidos, enquanto a média mensal é de 100. Também foram feitos outros 204 testes nas unidades básicas de saúde (UBS), em atendimento especial na Rua Assis Figueiredo e em visitas a UPA, hospitais e abrigos. Foram registrados este ano na cidade 44 casos de HIV, sendo 37 masculinos e 7 femininos, com prevalência na faixa etária dos 20 aos 40 anos.

- Duas apostas feitas no Sul de Minas foram ganhadoras da Mega da Virada, sorteada na última segunda-feira, dia 31 de dezembro de 2018. Segundo a Caixa Econômica Federal, os jogos vencedores são de Alfenas e São Sebastião do Paraíso. No país todo, foram 253 milhões de apostas, sendo que 52 delas acertaram os números sorteados. Sendo assim, os ganhadores vão dividir o prêmio total de 302 milhões e 500 mil Reais, resultando em 5 milhões e 800 mil Reais para cada jogo vencedor. Em Minas Gerais, também foram premiadas apostas nas cidades de Belo Horizonte, Divinópolis e Martinho Campos.

 

BRASIL

- Segundo o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI), cerca de 115 mil pessoas estiveram na Praça dos Três Poderes, em Brasília, durante a posse de Jair Bolsonaro. Em pronunciamento no Congresso Nacional, Bolsonaro defendeu um pacto nacional entre a sociedade e os poderes da República para que o Brasil conquiste novos caminhos na superação de desafios. Em um segundo discurso, no Palácio do Planalto, prometeu reestabelecer a ordem no país. Em seguida, o presidente recebeu os cumprimentos de líderes mundiais e deu posse a 21 ministros. O cerimonial foi encerrado com uma recepção no Palácio do Itamaraty.

- Romeu Zema tomou posse como governador de Minas Gerais na última terça-feira, dia 1º, na Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte. Em seu discurso, ele pediu união de todos, falou em sacrifícios e enfatizou a necessidade das reformas administrativa e fiscal para o Estado. De acordo com Zema, a expectativa de déficit no estado é de 30 bilhões de Reais em 2019 e, se nada for feito, poderá passar de 100 bilhões de Reais nos próximos anos. O governador também pediu união de todos e foi aplaudido ao dizer que é preciso voltar a pagar funcionalismo em dia. Entre essa quarta-feira e quinta-feira, os secretários de governos serão nomeados no Diário Oficial do Estado.

 

MUNDO

- Cerca de 5 mil manifestantes promoveram uma passeata em Hong Kong na última terça-feira, dia 1º, para exigir democracia plena, direitos fundamentais e independência da China. Ao longo de 2018, a autonomia de Hong Kong sob o controle chinês foi abalada por incidentes como prisão de ativistas, proibição de um partido pró-independência, expulsão de um jornalista ocidental e contestações às eleições locais. Ex-colônia britânica, desde 1997 Hong Kong está novamente sob domínio da China, que a considera parte inalienável de seu território e vê movimentos separatistas como uma ameaça para sua soberania.

COMENTÁRIOS